DEATHCLEAN® - RECOLHA, TRANSPORTE E GESTÃO DE RESÍDUOS

Efetuamos o serviço especializado de recolha, acondicionamento, transporte e gestão de resíduos, perigosos e não perigosos.

Todo o serviço é realizado por técnicos especializados e devidamente certificados para a gestão do respetivo resíduo, durante a atividade de recolha e transporte, tendo como destino final um Operador de Gestão de Resíduos licenciado. 

DEATHCLEAN® encontra-se devidamente autorizada e inscrita na Agência Portuguesa do Ambiente, cumprindo com todos os pressupostos legais em vigor, nomeadamente com o Decreto-Lei n.º 178/2006, de 5 de setembro e a Portaria n.º 145/2017, de 26 de abril.


Resíduos Não Perigosos - Recolha e Transporte de Resíduos

Possuímos a solução para o destino do seu resíduo não perigoso, requisitando uma única empresa, efetuando a triagem, acondicionamento, recolha e transporte para um Operador de Gestão de Resíduos licenciado.

Dispomos de soluções de recolha para:

  • Resíduos Sólidos Urbanos
  • Resíduos Industriais Banais - RIB;
  • Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos - REEE.

Deathclean residuos rsu  Deathclean residuos contentor


Resíduos Perigosos - Recolha e Transporte de Resíduos Hospitalares

Oferecemos o serviço de recolha e transporte de resíduos hospitalares perigosos, em resposta às solicitações pontuais ou de caráter regular, onde disponibilizamos contentores apropriados para o seu devido acondicionamento, para posterior recolha e transporte para um Operador de Gestão de Resíduos licenciado.

Possuímos também soluções para a recolha de resíduos perigosos não confinados ou indevidamente acondicionados, efetuando a devida triagem, o posterior acondicionamento em contentores, a recolha e transporte dos resíduos hospitalares perigosos, para um Operador licenciado.

Todos os serviços são executados com recurso ao uso de uma e-GAR, respeitando toda a legislação em vigor, Portaria n.º 145/2017, de 26 de abril.

Os Resíduos Hospitalares são resíduos resultantes de atividades de prestação de cuidados de saúde a seres humanos ou a animais, nas áreas da prevenção, diagnóstico, tratamento, reabilitação ou investigação e ensino, bem como de outras atividades envolvendo procedimentos invasivos, tais como acupuntura, piercings e tatuagens (Decreto-Lei nº 73/2011, de 17 de junho, que altera o Decreto-Lei nº  178/2006, de 5 de setembro).

A classificação dos resíduos hospitalares é estabelecida pelo Despacho nº 242/96, que procede à sua divisão em quatro grupos:  

  •  Grupo IResíduos Equiparados a Urbanos; 
  • Grupo II - Resíduos Hospitalares não Perigosos;
  • Grupo III - Resíduos Hospitalares de Risco Biológico;
  • Grupo IV - Resíduos Hospitalares Específicos (incluem materiais cortantes e perfurantes, agulhas).

 Deathclean residuos hospitalares  Deathclean residuos perigosos