DEATHCLEAN® - Limpeza de UM LOCAL | OS PORMENORES

Alimpeza de um local de trauma, onde ocorreu uma morte violenta ou uma decomposição, não é algo que se consiga realizar rapidamente e necessita muito mais que simplesmente água e lixívia. 

A limpeza e a desinfeção de um local contaminado demora horas até que tudo esteja devidamente descontaminado e seguro, livre de todos os vestígios existentes. Posteriormente à intervenção de limpeza, deverá ainda o local ser alvo de uma “restauração”, colocando tudo o mais aproximado possível de como estava anteriormente.


Primeiro de tudo, o sangue pode matar!

Éalgo que deveremos ter em muita atenção, patógenos sanguíneos, como o vírus da Hepatite e o HIV, podem-nos afetar para o resto da vida, alguns podem mesmo levar à morte! Quando alguém entra em contacto direto com o sangue, há sempre um elevado risco de contaminação associado. 

Por essas razões, todos os profissionais acreditados para intervenção em locais contaminados de risco biológico adotam todas as medidas preventivas de segurança. Para isso inclui não só umas simples luvas, mas sim todo um vasto equipamento de proteção individual certificado para risco biológico, antes do inicio da intervenção de limpeza ou mesmo antes de se entrar num local potencialmente contaminado, onde uma morte resultou em risco biológico, toda a proteção deverá de ser usada obrigatoriamente.


O Stress térmico...

Os fatos de proteção total utilizados são pouco respiráveis, sendo a temperatura no seu interior elevadíssima mesmo em dias de menor calor. Imaginem o quanto o vosso corpo irá ficar quente se o cobrirem completamente com uma tolha seguido de um plástico impermeável, obviamente a transpiração é imediata, com pouca capacidade de expelir para o exterior esse calor, aumentado o mesmo no interior, originando o chamado stress térmico.

Todos os técnicos terão, sem exceções, de usar proteção total, o que dará um desgaste e um cansaço adicional terrível, provocando uma quebra desgastante durante um ciclo efetivo de trabalho num local que por si já é complicado intervir.
Quando é necessário realizar uma pausa para hidratar e ter algum descanso, todos os fatos estão completamente saturados e as luvas mais parecem uma “poça de água” com tanta acumulação de suor. Todo esse equipamento, por vezes, tem de ser substituído, iniciando-se um novo ciclo, novamente com o risco de se atingir o esgotamento, vindo posteriormente o stress térmico. Estes ciclos são realizados durante o tempo necessário para se concluir a intervenção com sucesso, onde a mesma irá demorar imensas horas, durante alguns dias ou mesmos semanas.


Os equipamentos e os produtos para uma dura limpeza

Olocal de uma morte que resultou em risco biológico, é um espaço “confuso” e “desordeiro”, onde tudo é deixado revolto e desorganizado, sendo um local com riscos invisíveis. Para além da contaminação existente pela presença de sangue, outros riscos têm de igualmente serem equacionados, como as diversas superfícies (ex.: mobiliário, bens, paredes, tetos, chão, têxteis, etc.) contaminadas por sangue ou outros fluidos corporais.

Os equipamentos e produtos utilizados não são classificados como de uso doméstico ou que qualquer pessoa os poderá adquirir e usar. São produtos de nível profissional testados e certificados para uso em locais contaminados de risco biológico, que apenas podem ser adquiridos por entidades acreditadas e utilizados por técnicos certificados, só com o uso desses produtos, que não são tóxicos e nem corrosivos, como a lixívia e outros produtos à base de cloro o são, é que se pode garantir e certificar a limpeza e a desinfeção desses locais.

Quem ateste que está a desinfetar um espaço sem antes recorrer ao uso de técnicos, produtos e metodologias acreditadas e certificadas legalmente, está a cometer uma ilegalidade, dando uma falsa declaração de local desinfetado. Tal ação é punível por lei.

Todos os produtos e equipamentos que a DEATHCLEAN® utiliza são inicialmente testados em laboratórios independentes, sendo posteriormente testados pela nossa empresa, por forma a garantir que tudo respeita a legislação e está conforme o que os mesmos se comprometem a executar. O simples uso de um produto que se diz “desinfetante”, não garante a desinfeção, a mesma só poderá ser atestada quando estão reunidas todas as condições que possam garantir a descontaminação total dos espaços e nesse ponto a DEATHCLEAN® é a única certificada na Europa e que cumpre com todas as condições necessárias e obrigatórias.


Remoção de fragmentos humanos

Émuito comum encontrar fragmentos ósseos, massa encefálica e outras partes, nos locais onde ocorreram uma morte, pois no ato de remoção do corpo, muitos fragmentos são deixados no espaço, por vezes impercetíveis a quem não possui experiência nem conhecimento para atuar nesses locais.

Gotas microscópicas, minúsculos salpicos, pequenos fragmentos de osso, estão presentes nos mais diversos e insuspeitos locais, indetetáveis aos olhos de quem simplesmente não está habilitado a presenciar e intervir nessas situações.

Algo que não poderá ficar “esquecido” no local, devido a uma incorreta limpeza realizada por empresas não especializadas, pois assim que a família regressar à habitação, não quer encontrar nenhum vestígio do ocorrido, mas se algo foi esquecido, toda aquela traumática memória surge!

Nenhum familiar ou amigo deverá limpar ou realizar uma tentativa de limpeza de uma local onde teve lugar uma morte traumática. Não só irá realizar a limpeza sem conhecimentos, sem os produtos e equipamentos adequados, bem como o nível de contaminação é elevado, estando sempre exposto ao trauma, quer no ato da limpeza, quer posteriormente, deixando sempre vestígios traumáticos no local, originando o Stress pós-traumático, muitas vezes irreversível.


O odor desagradével, o cheiro a morte!

Anão ser que seja utilizado equipamento especializado, técnicas e produtos certificados para remover e tratar todo o mau odor existente no local, o mesmo irá permanecer durante anos, podendo até nunca sair totalmente do espaço.

Não basta e não resulta, simplesmente aplicar um "spray aerossol" e esperar que funcione, pois não vai resolver, apenas irá disfarçar momentaneamente o mau odor. Colocar um produto tóxico durante dias no espaço, também não resolverá, técnicas deverão ser usadas por técnicos acreditados, recorrendo a produtos e equipamentos especializados e testados para a eliminação de mau odor proveniente de fonte biológica em decomposição. A DEATHCLEAN® não mascara os odores, dando uma sensação de limpeza ou purificação, nós eliminamos totalmente, somos a única entidade nacional certificada internacionalmente para tal.


Não é classificado como lixo urbano comum...

Não podemos simplesmente enviar material contaminado com sangue ou outros fluidos corporais para o contentor de resíduos sólidos urbanos (lixo urbano normal), o mesmo deverá ser classificado como resíduo perigoso infeccioso – resíduos de risco biológico. A sua recolha e transporte exigem regras, não poderá ser realizado sem guias ou acreditação.

A legislação nacional em vigor, obriga a quem trabalha em locais classificados como de risco biológico (ex.: locais de mortes violentas, decomposições, dejetos de ratos e pombos, águas esgotos/saneamento, etc.), deverá ter formação e equipamentos vocacionados para o tipo de risco presente. A DEATHCLEAN® não só cumpre e respeita a legislação em vigor, como igualmente é a única entidade nacional que possui certificação e todos os técnicos formados para intervenção em locais de risco biológico.